Um sonho de Intercâmbio capítulo 6

Oi gente. Antes de começar, sei que faz já um tempo que não posto muito. Percebi que fazer posts de segunda a sexta, por isso, após pensar bem decide que iria fazer três posts por semana, sem dias específicos, mas de vez em quando pode ter um posts extras. Como as olimpíadas acabaram o especial acabou junto. Mesmo assim estive escrevendo o sexto capítulo de “Um sonho de Intercâmbio”. Para quem não sabe do que eu estou falando, eu to escrevendo meio que um “livro” e  postando capítulo por capítulo aqui. Então vamos nessa:

Capítulo 6

Não, não posso fazer isso. Me tirem daqui! De repente um toque ou melhor, meu toque de celular.

-Desculpa- sinceramente, o nervosismo é maior que o mico, depois me preocupo com o vexame- só vou atender e desligo.- Por favor, que seja alguém que me de cola.

Saio da sala.

– Alô.-

– Ah, oi- eu conheço essa voz de algum lugar- aqui é o taxista de mais cedo.

Não! Fechem as muralhar, façam cair a ligação, não quero mais nada, eu faço a droga da prova, só, sei lá; ME TIREM DAQUI!!!

– Ooooi, por que você me ligou e como descobri meu número?-

– Você pediu o taxi pelo aplicativo. Só queria pedir desculpas, vou devolver seu dinheiro, só estava estressado-

Meu mundo mudou depois disso.

– Obrigada, me desculpe pela minha atitude.-

Isso tá ficando constrangedor.

-Então tchau- digo. Desligo antes de ele poder me contestar.

Abro a porta. Não olho para ninguém, estou compenetrada na prova. O suor, tremor e frio na barriga são reconhecíveis agora.

Finalmente abro a papelada

a) John is oldest than Julia. John has 5 years more than Julia. When we add their years we have 35 years. How old is John?

Droga, esqueci que a prova é em inglês. Calma é fácil, ele tem 20 anos. Fácil fácil. Mas, não, obvio que não, dá 15, é, é 15.

Automaticamente começo a fazer as questões. Até que me toco, de que não sei nem metade delas. O que aconteceu com minhas horas de estudo?! O que houve com as minhas últimas semanas? Arruinei a minha vida!

Sinceramente, se já vou me ferrar, então, é melhor fazer isso com chave de ouro. Só vou chutar tudo.

Encosto minha cabeça na janela, e vejo as gotas das chuvas caindo. Quem sabe uma luz aparece, ou algo do tipo. Só não sei o que fiz de errado. Eu sei que já falei isso milhares de vezes, que arruinei minhas chances, e blá, blá, blá, mas juro, dessa vez, acho que não me perdoo. O mais irônico é que cheguei a me convencer de que eu estava pronta para essa prova.

Enfim, falta pouco para o final do tempo. Acho que o melhor a fazer é continuar.

Ar entra, ar sai. O negócio é relaxar. Aceitar que não dá para voltar no tempo, e seguir em frete.

Espero que vocês tenham gostado. Por favor compartilhem o texto. Amanhã tem mais.

Bjs, Sofi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s