Destaque

Livros e suas consequências mudam vidas

Oi. Vocês já olharam para um livro e falaram “esse livro mudou minha vida”? Bem, eu nunca tinha feito isso. Percebeu? Isso mesmo, feito , no passado. Na minha opinião você só pode dizer isso de um livro quando já se passou um tempo considerável.

Esses dias eu estava fuçando a loja do Kindle Unlimited e vi o livro Popular. Eu doei o meu exemplar, e para falar a verdade, faz falta. Porque esse livro mudou a minha vida.

Uma pausa para a sinopse

O pai de Maya encontra um guia de popularidade dos anos 50 e dá para a sua filha. Então deu a ideia de ela usar as dicas durante o ano, um capítulo por mês, para ver se funcionam enquanto documenta cada dia que se passa (essa é uma história real).

Fim da sinopse

 

Eu não sei ao certo por que ele mudou a minha vida. Só sei que no ano seguinte em que eu li esse livro fiz mais amigos e fiquei mais feliz.

Mas o ponto aqui não é o livro (apesar de ser uma excelente leitura), nem livros que mudam vidas, muito menos como um livro mudou a minha vida. O ponto é que, um ano e meio depois de eu ter lido Popular, quando eu penso na mudança que aconteceu na minha vida de 2016 para hoje, a primeira coisa que aparece na minha mente é esse título.

Sei que a mudança não se deve apenas ao livro em questão. Mas sim a uma série de fatores que resultaram no meu estado atual (e sim, eu tenho amigas que não vejo desde o ano passado).

Sabe, o efeito borboleta diz que uma pequena ação, como o bater de asas de uma borboleta, pode levar a maiores implicações. Como grandes acidentes ou coisas do gênero. Do meu ponto de vista, o livro foi o movimento das asas da borboleta.

Acho que é assim que um livro que mudou a vida de alguém é visto. Demorou um tempo para eu entender que o livro não precisa, nem dá, uma mudança radical instantânea. A única coisa que ele precisa fazer é te dar um pequeno empurrão. Para um ano depois, aquele empurrão, se tornar algo realmente significativo.

Sofia, ; ) .

Destaque

As leituras vão bem, obrigada. Já o verão, nem tanto

Oi, gente. Eu sei que eu deveria ter postado faz uns dias, mas eu estava me segurando para terminar 1984 antes de vir aqui fazer um post.

COMUNICADO IMPORTANTE: Eu me esqueci de avisar que dia quatro foi o aniversário de dois anos do blog!

~

Sorria, você ainda vai flopar lindamente na MLV

Então, hoje é o dia 4 da Jornada MLV e eu cumpri 3 desafios. “Mas Sofia, o que você leu?” Pois bem meu (minha) caro (a) leitor (a) ; eu li EndGame: O Chamado, 1984 e o conto Vinte Bombons de Banana.

  • EndGame, O Chamado: Eu gostei do livro, apesar de no início ter achado meio chato, quando eu terminei tive a sensação de que EU PRECISAVA (e só para constatar, ainda preciso) DO PRÓXIMO LIVRO! Eu comecei a me apaixonar pelos personagens e fazia apostas comigo mesma de quem ia vencer. E eu nem conto para vocês o plot twist que teve, apesar de ter tido algumas dicas durante o livro.
  • 1984: Eu admito que foi lento. O início foi o mais demorado, porque você esta sendo introduzido no mundo que George Orwell criou, então tudo é uma grande explicação e demonstração de opinião sobre o que estava acontecendo. Já pro meio do livro (parte 2) eu comecei a gostar, mas ainda era tudo o meio do processo, apesar de que o último capítulo é chocante. Mas aí meus amigos, chegou a parte 3 e foi aí que eu percebi que George Orwell é um gênio, o livro ficou interessante, apesar do sofrimento, e o final foi aquele tipo de final que você olha, para e pensa. Na verdade, o livro trata do personagem Winston e como ele aos poucos se            rebela contra o Partido. Poderia ter sido com qualquer um, só que nesse caso, eu gostei desse qualquer um ter sido o Winston.
  • 20 Bombons de Banana: Quando eu fui ler esse conto, eu não queria. Apesar de eu amar o trabalho do Vitor Martins, eu estava querendo ler uma ficção. Porém, eu sabia que eu precisava de uma coisa leve que me fizesse rir, e foi ótimo. Fiquei bem triste que era um conto e não podia continuar. Foi bom rir um pouco e sentir vergonha alheia pelo personagem, eu estava sentindo falta e precisando disso.

Caso você queira saber mais da minha MLV me siga no Instagram: sofi_fala (#propagandaporqueeunaotenhonadamelhorparafazer).

Verão, uma maldição em forma de estação

Vocês não tem ideia do tanto de fotos e Stories no Instagram que eu já vi com a legenda: Verão, AMOOOOO. Eu posso até estar sendo hipócrita, porque em algum momento das minha férias eu devo ter postado um foto com as minhas amigas e colocado Verão, ou então AMOOOOO. Mas essa não é a questão aqui, a questão é que parece que todo mundo ama o verão! Ao menos nas redes socais.

Sempre tem aquela pessoa que mora na praia ou na piscina; tem aquela que vive com os amigos (as) e tem eu, aquela que odeia tanto o verão que só mostra pro mundo que tá com as amigas, que tá lendo e uma vez ou outra uma foto do sol para não te acharem uma maluca inclinada para a carreira de morcego.

Mas eu tenho a teoria que ninguém realmente gosta do verão. Por que? Bem, sempre que a pessoa tira foto no sol, ela tira da perna, porque a cara tá toda suada.  E quando a pessoa mostra a cara é naquele Boomerang de quando tem muita gente e mal pega a sua cara (isso mesmo, estamos sendo hipócritas).

Calma, eu me expressei errado, o verão é um inferno para os felizes moradores da zona tropical da Terra. É, aquela aonde o Sol bate com mais intensidade. Por que nessa faixa o calor insuportável, agora imagina na escola onde o ar condicionado sempre dá um jeito de quebrar no verão?

Eu acho que se eu passasse o verão em alguma zona temperada, eu seria feliz.

~

Foi isso, adoro vocês, blábláblá. Eu manterei vocês informados sobre a MLV, ao menos que esse calor me mate antes. Me segue no Instagram: sofi_fala (#propagandaporqueeunaotenhonadamelhorparafazerdenovo).

Bjs, Sofi.

Destaque

Jornada MLV, eu ouvi um amém?

PESSSOASSSS. A mais ou menos seis meses vocês devem ter visto meu surto com a MLI (maratona literária de inverno) e agora o Geek Freak (Victor Almeida) lançou o vídeo explicativo da MLV (maratona literária de verão) (aqui tá o link do vídeo explicativo: https://www.youtube.com/watch?v=ba-QkvCY2Yo)!!!

Uma breve explicação (insira aqui aquele emoji que tem a mulher com a mão do lado do rosto)

Então, a MLV desse ano vai ser meio diferente. Basicamente, você escolhe um dos dois reinos criados pelo Geek Freak, você pode ser ou do reino de Galtero, o reino dos guerreiros e dos vikings, ou do de Arcania, reino dos magos feiticeiros. Cada reino tem as suas cidades, e cada uma delas contem um desafio. São quatro desafios no total, mais dois extras que são os favores dos reis e das rainhas. Cada reino tem um rei e uma rainha que são os outros quatro booktubers que formam as Morangas. Vai ser do dia 13 de janeiro até o dia 27. E esse aqui é o mapa:

Resultado de imagem para jornada mlv mapa

Whatever, o meu reino é Arcania. Eu sempre soube que seria esse, eu só queria confirmar. A rainha do meu reino é a Mayra do canal All About That Book e o Vitor Martins do canal Vitor Martins.

 

Hora de ver o exagero que eu vou ler em duas semana

Desafios do reino de Arcania

  • Um livro que era para você ter lido em 2017. Esse é o desafio da primeira cidade, Elben. Para ele eu escolhi EndGame, o chamado. Eu já tinha chegado na metade desse livro ano passado, mas eu sempre acabava abandonando ele. No entanto eu realmente quero acabar esse livro, então ele entrou na minha TBR.
  • Um livro com um hype antigo (um livro que fez sucesso há um tempo). Então para esse desafio eu resolvi que iria ler The Kiss of Deception, eu sei que ele foi lançado a uns quatro anos, mas para mim parece que todo mundo já leu menos eu, e eu já enrolei de mais para ler ele.
  • Um livro nacional lançado nos últimos cinco anos. Para esse eu escolhi Ordem Vermelha, filhos da degradação do Felipe Castilho. Esse é um livro que parece muito interessante, tem muita gente falando sobre ele, então por que não?
  • Um livro de um autor que você nunca leu antes. Eu escolhi 1984, que é um livro que eu já quero ler faz um tempinho, e agora eu tenho um exemplar. Tirando que é um dos livros que eu fiquei de ler esse ano.

Favores do rei e da rainha

  • Um conto. Esse é o desafio do Vitor Martins, eu pensei em ler um conto do livro Todas as Cores do Natal, que eu fiquei de ler no natal, mas não li.
  • Um livro com uma protagonista feminina. Esse é o da Mayra, para esse eu escolhi Yellow Brick War, que é um livro também lido até a metade, porém ele é em inglês. Mas, eu ainda não satisfeita, resolvi ler para essa categoria também, Os 12 Signos de Valentina, acontece que eu tenho esse livro no LEV, que é a plataforma de leitura em E-book da Saraiva, e eu quero ler todos os livros dessa plataforma antes do inicio das aulas, se não não vou poder ler entre uma aula e outra.

~

Foi isso people, blablabla, depois eu passo aqui para falar d outra coisa que não meu buller journal ou a MLV.

Bjs, Sofi.

Destaque

Livros, livros, Star Wars e um feliz natal

Oie! Sabe, apesar do post de dois dias a trás (link do post: https://sofifala.wordpress.com/2017/12/22/para-voce-que-olha-para-2017-e-diz-que-droga/) eu não falei várias coisas para vocês que eu queria falar. Conclusão: to fazendo esse post.

~

Calendário 2018 e bullet journal

Friends, eu resolvi liberar o calendário e o primeiro video do meu bullet journal semana que vem. Mas se você quiser ver algumas fotos do meu bullet journal é só me seguir no Instagram (@sofi_fala).

Status do WhatsApp, uma retrospectiva

Sabe, como eu mencionei no final do post de quinta/sexta, eu gosto de colocar citações no meu status do WhatsApp  e da biografia do Instagram.

Whatever, eu fiz uma pequena retrospectiva de todas as frases do meu status do ano, e aqui estão elas em ordem cronológica:

  • A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos. – Charlie Chaplin
  • A única coisa tão inevitável quanto a morte é a vida. – Charlie

  • Se você quiser fazer uma torta de maçã a partir do zero, você deve primeiro inventar o Universo. – Carl Sagan
  • Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, em relação ao universo, ainda não tenho certeza absoluta. – Albert Einstein

PS: Essa frase é maravilhosa né?

  • Melhor professor, o fracasso é. – Yoda

PS: Sim, o Yoda fala errado

Eu retirei todas essas frases do pensador: https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwjZxueaw6HYAhXMlZAKHfnzAFoQFggnMAA&url=https%3A%2F%2Fwww.pensador.com%2F&usg=AOvVaw0D8HQQfLW4X8-LuYe1m_1P

Maratona 24 horas Geek Freak e Jornada MLV!!!

Ok, ok, eu sei que vocês já estão cansados (as) de me ver falando de maratonas literárias, mas o que eu posso fazer se eu participo?

Tudo bem, o Victor Almeida do canal Geek Freak (https://www.youtube.com/channel/UC11Gd77wT4cAy0DqT8Si39Q) fez uma maratona que durou 24 horas, de 12:00 de quinta até 12:00 de sexta. Eu participei e….

  • Li e acabei com MUITAS lágrimas Mentirosos, eu não sei se eu amei. É mais aquele tipo de livro que o final salva, mas de certa forma, recomendo. Só compre uns lencinhos junto com o livro.
  • Eu também li três capítulos da minha leitura atual: Orgulho e Preconceito. Se eu não me engano eu tô no capítulo 18. Jane Austin é muito viciante.

SAIU O PRIMEIERO VIDEO DA JORNADA MLV!!!!!!! Aleluia! Vai ser do dia 13 ao dia 27, esse aqui é o video onde o Victor explica um pouco a MLV e a maratona 24 horas: https://www.youtube.com/watch?v=d6mAV2Ybguo . Ainda não decidi meu reino, vou manter vocês informados.

Leitura de Natal

Bem, eu não comemoro o Natal, porém eu vou ler o livro Todas as Cores do Natal, que, felizmente, está de graça para quem tem Kindle Unlimited. Um dos contos foi escrito pelo Vitor Martins, autor de Quinze dias ♥ .

Star Wars: os últimos jedi

AAMMMEEEEIIIIII! Sem dúvida melhor que o anterior, o enredo foi incrível, e o final (somos uma comunidade contra spoilers, por isso, não vou contar o final) é aquele plot twist  que você venera, sabe? Ah, apenas vejam, o próximo filme promete.

~

Então, não tem mais o que dizer. Foi isso, falei, pronto. Não se esqueça de ver os outros posts (tenho a leve impressão de que foram melhores que esse). Sendo assim, adeussssssssss e um feliz Natal.

Bjs, Sofi

Destaque

Para você que olha para 2017, e diz: que droga

Querida Sofia do início de 2017,

Venho do futuro para te dar uns conselhos. Antes de tudo, escuta a sua avó e a sua mãe; o seu cabelo tá uma droga. 

Continuando, as aulas vão começar daqui a pouco, e acredite se quiser, você vai fazer muitas amizades. Eu sei que você tá se sentindo meio solitária, mas esse ano vai ser incrível, eu prometo. Vão existir uma série de buracos pela longa estrada que vai ser esse ano, porém, vai valer a pena. 

Em 2017 as pessoas vão adorar roubar e desmarcar os seus livros, um conselho de amiga, grava a página. Ah, e pode acreditar que a timidez nesse ano vai diminuir…  

Esse ano, pare de se importar tanto com cada movimento que alguém faz, para de falar dos outros (eu sei que você consegue, 😉 ). A vida passa a ser bem mais divertida quando você para de dar importância para as pequenas coisas.

Sofia, eu sei que você tem planos para esse ano, assim como eu tenho para o próximo, mas nem tudo vai sair como  o planejado; mas acredite, essa é a melhor coisa que poderia acontecer.

Com carinho,                                                      

Sofia do final de 2017 (sua versão 2.0).

~

PESSOASSSS. Essa foi a minha carta para a Sofia do começo de 2017. Calma, você pensou que só ia ser isso? Pois você se enganou. Sabe, eu não gostei muito do meu 2016; esse ano aprendi como amar o meu 2017. Por isso eu vou te ajudar a ao menos olhar para esse ano e dizer “2017 não foi um ano tão ruim assim”, e quem sabe fazer você começar 2018 com o pé direito?

Metas de inicio de ano, DESAPEGA

Eu aposto que você não cumpriu as suas metas para esse ano. Bem, eu comecei esse ano querendo ter metas, mas eu não sou uma pessoa de metas. Eu não penso em cinco, dez, quinze coisas que pretendo fazer esse ano; eu penso em coisas que seriam legais se eu fizesse, mas se eu não fizer, se você não fizer, tudo bem.

Para você ter uma imagem, eu estava tão sem inspiração que eu botei (pode rir, eu também tô gargalhando) “ser mais saudável”  e “fazer mais amigos”. Ok, eu realmente concluí a segunda, mas eu nem tinha a intenção, eu botei por botar. Agora, pergunta para alguém que me conhece se eu sou saudável; a pessoa vai rir na sua cara e dizer que eu brigo se pedirem pedaço do meu sorvete (isso inclui outros alimentos).

Agora, se você é uma pessoa de metas, eu entendo você e respeito; mas se você, é assim como eu, que só tem uma coisa que quer fazer para o ano seguinte. mas acaba fazendo uma lista cheia de coisas aleatórias para entrar na modinha e no final se ferra; então não faça uma lista de metas, apenas pare, pensa o que você não gostaria de fazer e coloca na sua lista de metas, a gente já sabe que vai dar errado, pelo ou menos assim você garante que não vai fazer alguma coisa que você realmente não queria fazer.

Esse ano? Esse ano eu fiz…… nada

Recentemente me veio a ideia de fazer um post sobre as conquistas de 2017. porque a originalidade é tudo. Quando eu sentei para planejar o post, percebi que em termos de conquistas, eu só tinha uma. Foi naquele momento que bateu a famosa pergunta “O que eu fiz esse ano?!” e algumas outras variações.

Depois de algumas horas eu me toquei que as conquistas podem ser pequenas coisas como, o esforço que eu coloquei em alguma coisa ou uma amizade nova ou em lições que eu aprendi (muitas delas errando).

Por isso, quando alguém te perguntar o que você fez de bom esse ano, você pode: chorar, falar que nada de mais, falar aquela única conquista significativa, ou apenas dizer todos os bons momentos e lições que saíram desse ano.

~

Ok, não foi mmuuuuiitttaaaa coisa, porém, eu espero que elas tenham ajudado. Sabe (se você me segue no Instagram já saberia), eu gosto de a cada mês ter uma citação que eu levo de lema para a vida, recentemente eu troquei a anterior pela seguinte frase do Yoda em Star Wars os últimos jedi (sim, o Yoda fala errado):

“Melhor professor, o fracasso é”

Pensem nisso e repensem o seu 2017, e o que você mudaria nele para 2018.

Bjs, Sofi.

Destaque

Oi, sumida!

PESSOAS (pois é, estamos variando)! Faz tempo. Pois é, as férias renderam mais para sono do que para produtividade. Fazer o que? Estudamos por 10 meses, temos que aproveitar bbeeeemmmmm os dois de descanso.

As 100 músicas mais tocadas

Então, galera que escuta Spotify, vocês já viram a playlist das 100 músicas mais escutadas por você em 2017? Pois é, eu vi. Eu queria poder falar que aquela playlist não é minha, mas quando eu ouvi cantei todas as músicas!

Black Friday

Black Friday amigos, Black Friday. Acontece que quando começou a maratona de Amazon, eu me forcei a ver todos os livros que eu queria e o preço que eles estavam, mesmo sabendo que não ia poder comprar nenhum.

Então, uma coisa maravilhosa aconteceu. Eu tinha vencido a minha categoria do concurso de poesia da minha escola, mas achei que no ganharia prêmio nenhum! Porém, quando eu vou buscar o meu boletim recebo juntou um vale de 75 reais da SARAIVA, bem no dia que começou os descontos. Acabei comprando cinco livros e ainda sobraram 7 reais.

Livros comprados na Black Friday

Físicos: UM TRONO NEGRO e MENTIROSOS.

Digitais: OS DOZE SIGNOS DE VALENTINA, BOA NOITE e INIGUALÁVEL.

Já lidos: UM TRONO NEGRO e  BOA NOITE.

Lendo: MENTIROSOS.

Pendentes: OS DOZE SIGNOS DE VALENTINA e INIGUALÁVEL.

Calendário 2018

Friends (porque somos mais que amigos), eu estou fazendo um calendário para 2018. Do tipo que você coloca na prancheta. No início era só para mim porque eu não achei nenhum calendário descente. Aí eu pensei que talvez, algum de vocês pudesse querer um calendário grátis e descente. Eu to planejando disponibilizar isso lá pela semana que vem. Isso nos leva para o nosso próximo tópico

Bullet Journal

Então, eu estava pensando nas próximas duas semanas trazer vários posts sobre Bullet Journal e vou mostrar o meu.

Combinando com as amigas, pode ser

Eu amo as minhas amigas, sério, mesmo com todas as implicâncias; só que é impossível marcar com elas. Porque uma fala “vamos pro shopping?”, e então todas respondem “pode ser”. Alguém me explica o que significa pode ser, isso é um sim ou uma não?

Pior ainda é quando sugerem mais de um lugar, aí ferrou. Por que? Bem, porque tudo “pode ser”. Então vou dar uma dica para essa situação, é uma técnica desconhecida: fala você aonde vocês vão! Bota em letras maiúsculas no grupo o lugar, se alguém for contra vai falar.

Depois entra o problema maior, horário. Mais da metade pode em tal horário, mas duas não podem, empacou de novo. Esse é o problema, ninguém tem coragem de falar para fulana sair mais cedo ou sicrana não ir,mas quer saber a verdade, se você não falar, ninguém vai.

Agora, sabe o que irrita? Quando vocês finalmente conseguem organizar tudo, só falta a aprovação de uma, e essa uma não tá online, ou dormindo. Isso irrita.

Porém, eu começo a achar graça de tudo isso. E por esse motivo não se estresse, pensa no lado positivo, se ficar em casa pode maratonar ou Stranger Things ou The Good Place.

~

Foi isso, friends. Hora de fazer publicidade: siga o meu Instagram: sofi_fala , siga o blog para saber quando eu post e (se não for pedir de mais) deixe um comentário, pode até falar que eu sou horrível, apenas deixe um comentário 🙂 . É isso pessoal, vejo vocês quando surtir inspiração.

Bjs, Sofi.

Destaque

Um balão vazio cheio de séries, filmes e livros

Oi, gente! Primeiro de tudo, vocês gostaram do set up do blog? Eu passei horas trabalhando nele, e sei que durante umas 24 horas o blog ficou com uma aparência esquisita, mas isso é porque o computador não parava de travar e salvar errado. Enfim, hoje eu resolvi me fazer de espontânea, e escrever. Aparentemente eu escrevo melhor e sou mais produtiva de madrugada, vai entender.

Séries na amada Netflix

Bem, para começar eu queria abrir o jogo com uma questão muito polêmica: séries. Tem duas séries que eu assisti nesse meio tempo em que eu não me comuniquei com vocês. Na verdade, uma delas faltam dois episódios para acabar, mas enfim. A primeira é The Good Place. É uma série tão boba, mas tão maravilhosa, e cada final de temporada é um plot twist. A melhor parte é que estreia a terceira temporada dia 5 de janeiro.

  • Nessa série (The Good Place, só para esclarecer), Eleanor acorda e falam para ela que ela está no Lugar Bom, The Good Place. No lugar dela todo mundo pensaria: ufa, que bom. Na verdade, foi exatamente isso que ela pensou, até o momento que vê as suas lembranças da Terra e percebe que essas não são as suas memórias.

Já a segunda série é Stranger Things. Eu estou exatamente na introdução do sétimo episódio da segunda temporada. Eu realmente não sei como explicar a série, porque ela é complicada de mais para o meu ser, mas aqui tem o link de um site que explica resumidamente a série:http://www.minhaserie.com.br/serie/1295-stranger-things . Essa série também vai ter uma terceira temporada, mas ela só vai estrear em 2019, 😭/😁.

Só para constar, as duas séries são maravilhosas. Ok? Ok, seguindo.

DC Comics ou Marvel?

Eu vi Thor e Liga da Justiça. Pode me criticar e falar que eu só gosto de filme super herói que tem  humor, e vai ser verdade (prometo que vou ser breve para aqueles que não gostam de super herói). Eu não sou tão fã da DC Comics quanto sou da Marvel, e acho sim, que em filmes desse gênero, deve ter algumas piadas para aliviar o clima de batalha. Resumindo, entre Thor e Liga da Justiça, eu escolho Thor.

A boa e velha ressaca literária

Eu tô feliz porque finalmente sai da ressaca literária. Que basicamente é quando você não consegue ler nenhum livro até o final, acaba começando um monte e terminando nenhum.

Eu estava com ressaca literária desde que eu li Três Coisas Sobre Você. O livro foi tão bom que eu não conseguia ler nenhum. Felizmente, esse mês eu já li uns quatro livros e estou de volta no jogo.

Tartarugas até lá em baixo

Abrindo um pequeno parênteses aqui, eu me toquei que eu não falei para vocês que eu li Tartarugas até lá em baixo, do John Green. Para falar a verdade eu nunca amei os livros dele, acho que justamente pelo fato de eu ter lido primeiro A Culpa é da estrelas, que todo mundo já sabia o final, e depois ler A Cidade de papel, que disputa com O Teorema Katherine para pior livro do John Green. Então, eu levei muita pouca fé nesse livro. No entanto eu AMEI!

Pronto, dei meu recado, leiam o livro, o John Green amadureceu e criou uma história maravilhosa.

fim das aulas vazio

Sabe, quando chegava o fim das aulas eu sempre ficava extremamente animada. Mas dessa vez eu não fiquei. Eu estou entrando em uma fase, de acordo com os meus pais, que muitos amigos meus vão mudar de escola, por toda a questão de faculdade e etc. Então, entrar na escola sexta passada sabendo que dez das pessoas com quem eu convivo faz sete anos não vão estar lá em fevereiro, foi bem triste. Eu queria dizer que foi devastador, mas simplesmente não posso mentir, foi apenas vazio. E eu fiquei esperando, e ainda estou, para que o sentimento de perda ou felicidade batesse à minha porta, mas nunca chega.

Eu gosto de férias, não vou mentir, claro que as últimas semanas são horríveis, e você está com uma vontade enorme de arrancar os seus cabelos de tédio; porém, gosto de não ter nada com o que me preocupar, ficar com o fuso horário maluco de tanto dormir tarde, ver séries e mais séries (aceito sugestões), ler vários livros para a MLV (tá chegando), ser antissocial e ser social, e marcar com as minhas amigas. Só que normalmente fica melhor com aquele sentimento feliz de “oba! chega de provas e dever, e olá Netflix”. Sei lá, eu só tô um pouco vazia.

Ufa! Acho que disse tudo, talvez ainda falte alguma coisa, mas aí a gente deixa para a próxima. Fui!

Tchau gente.

Bjs, Sofi.

Destaque

E adivinha? Eu mudei

Oi, gente. Como vocês vão? Sim, eu tô  sumida, e eu fiquei me segurando para começar a postar depois do fim das aulas. Então nesse momento faz mais ou menos um dia e meio que eu tô de férias (obaaaaa). Sim, eu sou uma baita de uma hipócrita que disse para vocês relaxarem para as provas finais e acabou se matando de estudar para ciências. Bem, mas eu vim aqui me abrir com vocês. A gente deve ter, no mínimo, uns quatro posts falando que eu sumi para esfriar a cabeça que era muita coisa, mas eu continuaria postando. Eu tenho certeza que existem exatamente dois posts falando que iam mudar a quantidade de posts por semana. E nunca dava certo. Estamos nessa faz dois anos, e adivinha? Sempre é a mesma peça. E se é por causa do tempo, eu tenho certeza que ceder uma hora ou duas por semana não seria muito. Nunca me passou pela cabeça que poderia ser o conteúdo o que mais me faz travar. Na verdade, acho que eu sempre soube, mas tive medo de admitir, medo da reação que vocês teriam.

Uma coisa curiosa é que o nome: “Sofi Fala” não é por nada, na verdade, quando eu criei o blog e o nome, queria que fosse um nome aberto, para caso eu mudasse (e nós sabemos que todos mudam), eu poderia ter como continuar falando do que eu gosto.

E adivinhem? Eu mudei! E eu não me sinto bem sentando para escrever sobre sabe-se lá o que eu ando escrevendo.

Sabe, eu admiro muito o trabalho do Vitor Martins (autor de 15 dias e booktuber/vlogger) (eu estou muito cansada para procurar o link do canal dele, mas o nome do canal é Vitor Martins mesmo), faz um tempo, ele ficou uns dois meses sem dar sinal de vida, e depois ele começou a gravar diariamente falando de assuntos diversos, o videogame que ele anda jogando, a série que está vendo, o filme que estreou e o que achou dele, os livros que anda lendo, como vai o seu próximo livro e etc. Depois ele junta os pequenos vídeos que gravou ao longo da semana e coloca no Youtube.

As vezes eu quero fazer isso. Sentar e falar do meu dia, coisas que eu ando pensando, o que eu ando lendo, ouvindo e vendo. Apenas escrever, sem pressão, sem ter que se prender a um padrão que a minha “eu” de onze anos criou.

Outras vezes eu quero falar de um livro, e o pensamento de que eu postei sobre livro na semana anterior me impede de postar.

E eu já estou ficando cheia de segurar quem eu sou para vocês. Não adianta tentar ser aquela menina de dois anos a trás, nem a de um, porque eu mudei; quero continuar com isso, mas sendo quem eu sou, não sendo a garota que fala de dicas de estudo e coisas que ama sobre o mundo. Se você começou a me seguir desde o início e por conta daquele meu antigo tipo de post, eu sugiro que você pare de me seguir, porque o blog finalmente vai mudar comigo.

Amanhã eu vou mudar a cara do blog e o todo o mais. E por incrível que pareça, foi bem mais fácil escrever esse post do que qualquer outro que eu já escrevi.

Tchau gente!

Bjs, Sofi.

Destaque

O que eu comprei na BIENAL+ livros que ganhei de aniversário

Oi, gente. Quem me segue no Instagram sabe que eu fui na BIENAL do livro e que dia 9 foi meu aniversário. Nossa, vocês não fazem ideia de quantos livros tem aqui em casa! Bem, tem uns 15/16 livros da (o) BIENAL/meu aniversário (e outros que já haviam sido comprados), então imaginem minha situação. Bem, não tem muito mais o que se falar, então vamos nessa:

Três Coisas Sobre Você

Três coisas sobre você_16mm.indd

Alguns anos depois que sua mãe morre, Jessie, se muda para LA porque seu pai se casou com uma ricaça. Com essa mudança ela vai ter que se separar de sua melhor amiga; conviver com um irmão postiço que acha que ela deveria estar do outro lado do país; uma escola em que todo mundo é rico, esnobe e olha torto para ela. Parece impossível de se lidar, né? Bem, mas ela tem um conselheiro espiritual que se comunica com ela via e-mail e se auto-denomina Alguém Ninguém (AN). Apesar de tudo, a grande pergunta do livro é: Quem é AN?

Esse foi o único livro que eu já terminei, eu li em 24 horas ele, e é simplesmente INCRÍVEL. Eu no consegui ler nenhum livro por uns dias só porque nenhum era igual a esse. No início, achei que ia ser um livro meio bobinho, mas o estranho é que esse livro é meio bobo, mas ao mesmo tempo extremamente único e diferente. Nem é preciso dizer que eu recomendo.

Reboot

REboot

Grande parte da população do Texas está sendo dizimada por um vírus. As pessoas que morreram começam a voltar da morte, quanto mais tempo você demorar para voltar, menos aspectos de humanidade você apresenta ao voltar. Essas pessoas são chamadas de Reboots (reiniciados). E nossa protagonista, Wren Connolly, é a mais forte Reboot, após cinco anos desde sua morte, ela é conhecida  como 178, por demorar 178 minutos para voltar. Seu trabalho é caçar qualquer um, Reboot ou humano, que apresente qualquer ameaça ara a sociedade e treinar os novatos.

Quando a nova leva de novatos chega, um 22 (acho que é obvio que a pessoa demorou 22 minutos para acordar) faz com que Wren questione seus princípios. Agora, se a Reboot mais forte e obediente começa a se questionar, o que será que pode acontecer?

Eu já comecei e estou quase acabando, é realmente muito bom, vale a pena.

Endgame- O Chamado

endgame_fb

No início dos tempos os deuses desceram para a Terra e instalaram 12 linhagens para formar o nosso mundo. Deixaram regras de como viver, e nós as seguimos. Falaram que queriam ouro, e nós extraímos ouro para eles. Quando ficaram satisfeitos foram embora, mas disseram que retornariam, e quando voltassem o Jogo ia começar, o Endgame (jogo final) ia iniciar, o jogo que determinaria o futuro da humanidade.

“Jogar.

Sobreviver.

Povo da terra, 

O Endgame começou.”

The kiss of deception

“Plante ilusões e você colherá do mundo grandes decepções”

Lia, a Primeira Filha da Casa Real de Morrighan, com 17 anos ela estava prestes a se casar com um príncipe, selando, assim, um tratado de paz. Porém ela resolve fugir. Seu noivo se vê na obrigação moral de acha-la, mas a procura vira uma corrida quando um assassino também resolve encontra-la. Quem vai acha-la? Eu não sei, mas em algum ponto (quando eu ler o livro) vou saber.

Um Casamento Atribulado

Resultado de imagem para um casamento atribulado meg cabot

Esse livro é o segundo livro da continuação da série: Diário da Princesa, no primeiro livro descobrimos a  existência da meia-irmã da Mia, Olivia. Nesse livro ela está na Genovia, e isso é tudo o que eu sei.

Esse é mais um livro bobinho que por algum motivo, talvez por ser Meg Cabot, é totalmente viciante.

Querido, dane-se

Eu prometo a mim mesma que não vou comprar livro de youtube porque nunca dá certo, mas eu sou extremamente trouxa (quem não é?) e compro mesmo assim.

Nesse livro a Jussara vai escrever sobre sua triste vida no seu diário. Ela o começou a escrever graças a sua psicóloga horrível (olha, ela xingou a psicóloga de pior, acabei de praticar um baita eufemismo). E isso é tudo.

O que aprendemos? Que eu sou trouxa, potterhead, mas extremamente trouxa.

O sol também é uma estrela

o sol também é uma estrela

Nesse livro um dia é narrado por três personagens diferentes:

Natasha, uma garota que acredita apenas em fatos, na ciência. Não acredita em sorte, nem destino,. Sua família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica, então sonhos no existem também.  Nunca se imaginou o tipo de garota que se apaixona pelo garoto que encontrou na rua, certamente esse não seria seu destino.

Daniel, é o tipo de cara que atende a todas as expectativas, bom filho, bom aluno. Nunca foi um grande sonhador, mas quem no acredita em destino e acasos? Natasha pode ser, talvez, seu grande destino.

O Universo, e também o motivo pelo qual eu resolvi ler esse livro, (eu pensei: “Como que O Universo deve pensar?”) vai nos dar a graça de sua sabedoria.

Ecos

Três irmãs são aprisionadas em uma gaita por uma bruxa. Nesse livro a gaita vai passar de mão em mão, mas quem vai liberta-las?

Eu não disse muito, por isso selecionei um vídeo para falar mais da história: https://www.youtube.com/watch?v=bKXdmhFwfq0

Bússola de Ouro

Lyra vive feliz pelos catedráticos da faculdade de Oxford, quando rumores sobre secuestradores de crianças começam a surgir e seu melhor amigo, Roger, desaparece, ela vai entrar em uma perigosa aventura para acha-lo.

Coração de Tinta

Mo jurou nunca mais ler um livro em voz alta a partir do dia em que Maggie, sua filha, era um bebê e ao ler um livro chamado: “Coração de Tinta”, sua língua fez com que um personagem saísse do livro e resolvesse não voltar para dentro (Capricórnio). Maggie nunca soube o motivo pelo qual seu pai não lia em voz alta, só começou a obter respostas quando um visitante incomum veio os visitar em uma noite chuvosa.  Capricórnio quer sequestrar Mo e usar seus dons para trazer o Coração de Tinta para a realidade, a grande questão é sequestra-lo. Agora, quem tá pronta (o) para entrar em mais uma aventura?

Jogador Número 1

Achar, achar, achar, ganhar! O ano é 2044 e até hoje ninguém tinha conseguido achar as pistas que o James Holliday, milionário e criador do jogo mundialmente famoso: OASIS, deixou no seu jogo para encontrar uma sala secreta que determinará o sucessor e herdeiro De Holliday. Finalmente Wade acha a primeira pista escondida.

“Você está preparado, Jogador número 1?”

O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares

Esse é o livro que inspirou o filme: O Lar das Crianças Peculiares. Nele com a morte de seu avô, Jacob, vai para uma ilha remota, onde, de acordo com seu avô, havia um orfanato para crianças peculiares, que ele mesmo havia morado. Com essa jornada vários mistérios virão à tona, e mais uma aventura começa.

Uma História de Verão

Agora para dar  uma variada de gênero: Analu vai para faculdade após o verão. Com uma família construída com mentiras e traições, pais muito exigentes que no ficaram nem um pouco felizes por ela ir cursar cinema, e um irmão gêmeo que a odeia, ficar duas semanas na Praia Rosa parece de mais, né? Bem , amores antigos virão e novos também, tudo é um grande romance. E só posso dizer: PAMMMM QUE QUERO MAIS. Sim, eu já li o livro.

Ela Está em Todo Lugar

May e Libby criaram o avatar da PRINCESS X quando se conheceram, depois disso viraram melhores amigas. Só que ao sofrer um acidente de carro, Libby e sua mãe morrem.

Agora, três anos depois do acidente, May está andando pelas ruas movimentadas da cidade e começa a ver diferentes imagens com uma coisa em comum: todas tem a PRINCESS X. Isso só podia significar uma coisa: Libby está viva, e ela vai acha-la.

 

Então gente foi isso. Esse post deu MUITO trabalho, mas sacho que no fim valeu a pena. Semana que vem tem mais. Se você foi na BIENAL comenta aqui em baixo!

Destaque

Provas finais, a grande verdade

Oi gente. Desculpa pela demora, houve varias coisas seguidas umas das outras, mas o importante é que agora eu tenho tempo. Bem, acho que só de ouvir o termo: provas finais, você possa ficar chateada (o), ou pensando em como você pode se ferrar nelas e ficar de recuperação, ou, talvez, o pensamento padrão: ferrou, vai tá muito difícil. E se as provas finais fossem nada mais de um belo mito? Bem, então deixe-me guiar você pelo mundo onde as provas finais são absolutamente NADA. Vamos nessa:

Primeiramente, acho bem importante que todos entendam: Prova final=mais uma prova qualquer. Sim, é a última prova do ano, mas isso no é motivo para surtar. Pode ser a “última chance de no ficar de recuperação”de alguns, e isso meio que dificulta, mas veja o lado bom, estamos no início do trimestre, por isso, tem umas dicas para sobreviver as provas finais:

  • Testes e trabalhinhos. Sabe aqueles trabalhos que valem ponto aquele cartaz para amanhã, aquele teste bem fácil (porque tá no início do trimestre)? Então, não deixe  de faze-los por preguiça, aquilo é ponto de mão beijada, ou você prefere se matar de estudar para a prova final?
  • Pontos extras, seus novos melhores amigos. Não venha com essa de “Sofia, você não entende, eu sou uma pessoa extremamente ocupada.”  eu sei bem que você só tá vendo Netflix  comendo doce e salgadinho. Não custa nada fazer um trabalho por mais meio ponto na prova. Outra coisa que funciona é responder algumas perguntas na aula, essa semana mesmo eu respondi umas 3 perguntas e ganhei meio ponto a mais na prova. Eu não tô dizendo para prestar atenção vidrada (o) a aula inteira, mas presta atenção em algumas coisas para poder responder as perguntas.
  • Comportamento. Se na sua escola/faculdade tem isso, mas na minha pelo ou menos tem um ponto (1,0) dedicado apenas ao comportamento em sala de aula. Ou seja, não custa nada fazer o dever, trazer o material e não fazer bagunça por uns pontos, né? Além do mais é melhor não conversar durante a aula e ter dois meses para ficar com os amigos, do que ficar de recuperação e ter que ficar mais umas semana na escola.
  • E se nada der certo, bem , aí você vai ter que ter uma manha na hora da prova. Vamos supor, eu não sei porque Henrique VIII criou a Igreja Anglicana, mas eu sei que a Igreja católica cobrava um imposto do rei, e eu também sei que poder naquela época é igual a dinheiro e que quanto mais independência e controle maior poder. Então se eu ligar os pontos vou acabar chutando (de uma forma racional) que ele criou a Igreja Anglicana porque não queria mais pagar esse imposto e queria aumentar seu poder começando a consolidar  o absolutismo inglês. Essa resposta iria me fazer ganhar alguns pontos, e eu apenas somei 2+2, se você souber o objetivo geral, você vai sempre conseguir supor a resposta certa/parcialmente certa. O negócio é ter jogo de cintura.

Então gente foi isso, depois tem mais. Se você odeia prova final comenta: ! . Em fim, espero ter ajudado vocês.

Bjs, Sofi.

Destaque

O que eu achei dos livros que eu li para a MLI

Oi gente! EU sei, eu sei, eu estou atrasada. Masssss….. “We are the champions, my friends”  acontece que eu consegui SIM acabar com todos os desafios da MLI 2017, e que venha a MLV. Esse na verdade era o para ser o post da semana passada, por isso, eu fiz um segundo post hoje, esse é o link: sofifala.wordpress.com/2017/08/18/como-eu-estudo-para-port-mat-geo-e-hist/ . Basicamente hoje eu vou falar sinceramente do que eu achei de cada livro LIDO, não quer dizer meio lido, ou iniciado, e sim lido completamente. Eu não vou contar sobre a história muito detalhadamente, por isso, eu vou colocar um link de um vídeo que conta da história do livro direitinho, ok? Bem, então vamos nessa: Continue Lendo “O que eu achei dos livros que eu li para a MLI”

Destaque

Semana extra de MLI!

Oi gente! Desculpa por semana passada, está tudinho explicado nesse vídeo aqui em baixo. E também tem uma super novidade para contar para vocês. Então… VAMOS NESSA
Continue Lendo “Semana extra de MLI!”

Destaque

1 semana de MLI 

Oi gente! Bem, eu estou FERRADA com a MLI 😭 ! Mas antes de vocês verem esse vídeo completamente atrasado, eu queria dizer o motivo da demora: o video já editado foi apagado. Acontece que eu usei um novo editor e acabei me dando mal😕. Bem, enfim, vamos nessa:


​​

​​

Destaque

Frases inspiradoras

Oi gente! Essa semana eu não tinha nada para fazer (mentira, eu estou, lotada de coisa para fazer, mas fico enrolando) então eu fiquei pesquisando frases inspiradoras  (vai ter uma ou outra que se usada com sabedoria pode virar uma indireta) e acabei sanando várias, por isso eu resolvi que o post dessa semana ia ser só essas frases. Então vamos nessa: Continue Lendo “Frases inspiradoras”

Destaque

14 Truques para estudar

Oi gente! Tudo bem com vocês? Dito e feito; cá estou eu com um post para ajudar vocês! Eu particularmente acabei descobrindo por meio da prática como pequenas coisinhas que eu vou falar aqui impactam  nas nossas notas. Espero que vocês estejam ansiosos, entãooooo vamos nessa: Continue Lendo “14 Truques para estudar”

Destaque

Falando o mais rápido que eu posso

OI GENTE! Sim! Hoje tem esse post extra. Eu sei que era para ser ontem, mas não deu tempo, 😦 . Em fim, como eu disse quarta eu vou falar do livro da Lauren Graham. Bem, espero que vocês também estejam ansiosos e então …. vamos nessa: Continue Lendo “Falando o mais rápido que eu posso”

Destaque

Anatomia de um excluído

Oi gente. A quanto tempo eu não trago um livro para vocês! Eu li tanta coisa legal desde a última vez. Mas esse fim de semana eu acabei um livro maravilhoso da Andrea Portes: Anatomia de um excluído. Eu amei tanto, vocês não tem ideia, parece um livro genérico, mas o final (obviamente eu não vou falar) é surpreendente e a história em si vai muito além de uma garota na escola. Em fim,  vamos nessa: Continue Lendo “Anatomia de um excluído”

Destaque

Séries originais da Netflix

Oi gente! Foi a alguns dias que eu me toquei quantas séries feitas pela Netflix que eu já vi! Toda vez que eu faço um post sobre filmes e série, sempre acaba sendo muito visualizado, até mesmo meses depois. Por isso resolvi compartilhar esses originais da Netflix. Alguns vão parecer meio bobos, mas eu te juro que todos são ótimos. Então vamos nessa:

Unbreakable kimmy schmidt

unbreakable-kimmy-schmidt

Essa série conta a história de uma mulher chamada Kimmy que foi aprisionada com mais 3 meninas desde seus 15 anos em uma câmara subterrânea acreditando ser as últimas sobreviventes de uma apocalipse que acabou com a raça humana. Só em plenos 30 anos que as autoridades resgatam ela e as amigas. Chamadas de mulheres toupeiras receberam fundos e podiam seguir sua vida tendo tudo de mão beijada graças a pena. Kimmy, no entanto, quer conhecer o mundo, pega um pouco do dinheiro e sai vagando pelas ruas movimentadas de Nova York. Lá ela encontra um pequeno  apartamento para se alugar,  no entanto ele estava ocupado, sem se importar acaba recebendo um colega de quarto excêntrico e que tem um sonho de ser ator. Consegue um emprego de babá com uma mulher rica, a protagonista, ainda tinha uma mente de 15 e lida com as situações do jeito mais colorido possível. E aí que começa duas temporadas hilariante  e mais uma que vem chegando.

Haters Back off

haters-back-off-netflix-show-exclusive-trailer

Essa série é inspirada na história de Miranda. Ela sempre foi uma menina que pensava cantar bem, apesar de não ser tão bela uma apresentação sua. Além de uma voz um tanto esganiçada, também não liga para o que os outros pensam (ao menos é inocente o bastante para não perceber micos que esta pagando. Com a ajuda de seu tio Jim, e com a ambição da fama, faz um vídeo para o Youtube, esperando as curtidas aumentarem e se tornar uma super estrela. Sua irmã , a única que se pode dizer normal nessa série, tenta de todas as formas possíveis impedi-la de ver que não tem futuro no ramo musical. A ideia em geral se baseia na youtuber Miranda Sings, virou um fenômeno da internet por cantar do seu jeito (que vamos combinar, no é a coisa mais afinada do mundo) e fazer com que todos riem. Criou sua marca com o batom vermelho e hoje está em rumo para 8 milhões de inscritos.

Desventuras em série

desventuras-em-series-netflix

Eu já fiz um post dessa série. A história conta sobre 3 crianças (Violet- mais velha, Lion- do meio e Sunny- a mais nova) que ficam órfãos. Conde Olaf, um ator fracassado está de olho na fortuna que as crianças herdarão assim que Violet completar 18 anos. O nosso antagonista recebe a guarda, e quando sr. Pou (o homem do banco responsável por quem os órfão ficaram sobre os cuidados) descobre a verdadeira natureza do Conde, os irmãos passam de tutor em tutor enquanto Olaf os segue incessantemente. Durante as fugas e viagens, os Baudelaire descobrem segredos de anos sobre sua família.

 Project Mc2

mc2

Ok, sim, parece bobo, eu admito, as vezes chega a ser, mas é um bom entretenimento para quando você não tem nada para fazer. A história conta sobre uma menina: Makeila, que é uma espiã que vive de cidade em cidade com sua mãe (Codorna- codinome). Acaba que conhece 3 meninas super ligadas em ciência e tecnologia. Juntas elas passam por uma série de missões. A série tem 4 temporadas.

Fuller House

fuller-house

A Netflix resolveu criar uma continuação de agora 2 temporadas para série de 1987. Com rostos novos e antigos, agora que 4 membros da família irão embora, Dj tanner e seus filhos, junto com Kimmy , sua filha e Stephanie vão morar juntos na antiga casa da família. Romances, indecisões e risadas transforma a série em uma ótima pedida.

Então gente foi isso. Espero que vocês tenham gostado. Se vocês tem alguma sugestão de série ou de post deixa aqui em baixo. Eu posto todo dia lá no Instagram, se você quiser me seguir : sofi_fala. Amanhã tem mais, tá 🙂 .

Bjs, Sofi.

Destaque

O garoto do sonho

Oi gente! Eu tenho que confessar, eu NUNCA achei que fosse ler e gostar desse livro, muito menos estar aqui indicando para vocês. Como esse momento, é um daqueles momentos abertos que nós falamos com toda a sinceridade nossos pecados, eu admito, eu comprei o livro pela capa ( lagrimas e mais lagrimas). Em fim, o que eu quero dizer é, não julgue livros pela capa, no entanto, eu já li livros ótimos só porque gostei da capa. Em fim, isso é papo para outro post, então vamos nessa: Continue Lendo “O garoto do sonho”